Health Center Wu Xing

Patricia Mello

Campo Grande / Barra da Tijuca / Recreio

(021) 98724 6284 (Oi) e WhatsApp
(021) 98242 0067 (Tim)

patricia.melloc@gmail.com

Cultura Oriental

Equilíbrio mente, corpo e espírito

 

        Canais de energia que

                 percorrem

       o corpo 24 horas

                por dia.

 

 

       Permitindo um

             equílibrio

       perfeito do

           funcionamento

         dos orgãos internos.

 

A Sabedoria da Medicina  Oriental   

““Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente...

 “Mateus 24:27

 

Nessas últimas duas décadas nunca se falou tanto em  Medicina Oriental e prevenção de doenças . A cada dia que passa os ensinamentos milenares se tornam mais presentes em nosso dia a dia, onde o Oriente se mostra ao ocidente através de sua cultura, filosofia, arte, religião e a própria medicina.

As civilizações mais antigas do mundo tem toda sua estrutura baseada numa única filosofia, prevenir é melhor que remediar, apartir desse conhecimento oriental podemos adquirir mais saúde e longevidade.

 

 

O TAO

 O EQUILÍBRIO PERFEITO:

 

Quando o Tao absoluto se dividiu, deu origem a duas forças contrárias  YIN e YANG.

 

Duas pessoas se encontram, duas pessoas se amam, duas pessoas com seus respectivos caracteres, masculino (yang) e feminino (yin), dão origem a uma vida e toda a ancestralidade desse novo ser derivará da qualidade de seus progenitores. Novamente o que era um se tornará dois e depois milhões de células, mas ainda sim, ao fim de 9 meses,  ele será milhões dentro de um, entre outros milhões na terra. Uma só carne! Um ciclo que nunca termina,  como todo ano temos 4 estações (4 membros) e cada estação 3 meses (3 partes para cada membro).

 

Como os chineses eram proibidos de violar seus mortos afim de entender o funcionamento do corpo, foi através da observação dos ciclos da natureza que eles se basearam no tratamento de diversas doenças.

A Medicina Chinesa ensina que  as energias que regem a Natureza estão manisfestas em nosso corpo, quando são observadas e controladas, não ficamos doentes. Mas se nos entregarmos aos opostos, exageros na alimentação e  bebida, exceder à exposição das variações climáticas, pouco descanso, muita sonolência, excesso de trabalho, então,  haverá o CAOS e  consequentemente DOENÇA! 

Essas condições internas associadas as manifestações climáticas das Estações do ano como; o vento, o calor, a secura, o frio e a umidade, podem atacar os canais de energia secudários, posteriormente os canais principais que alimentam de energia os orgãos e as vísceras. A doença assim pode se alojar por exemplo na mente (irritação num dia de verão sob um forte calor, causando agitação e cansaço); nos músculos (após um banho quente entrar num ambiente gelado e comprometer a musculatura); trabalhar num lugar úmido porém com bastante poeira originando alergias respiratórias. 

 

Na Medicina Chinesa o ser humano é o meio e o fim, pois é nele que se estrutura os pensamentos e as ações que irão se correlacionar com o mundo exterior, transformando ou não energia na quantidade e qualidade necessária para a manuntenção da saúde dos  órgãos, das glândulas, das vísceras, dos sentidos e  das emoções. Desta forma a cria-se um ambiente favorável, fortalecendo o corpo através da transformação dos alimentos em sangue, na purificação dos órgãos, no armazenamento do  Jing (energia ascentral) para momentos de Caos( doença ou desgastes físicos) e assim alcançar o equílibrio que nos manterá plenos, equilibrados e saudáveis. 

 

 

 

Confúcio disse:
"Se um homem está bem, sua família, seu bairro, sua cidade e sua nação estarão bem."

Medicina Tradional Chinesa

A principal proposta desta fantástica ferramenta de cura é de centralizar todo o tratamento no doente e não na doença.

Muitas dessas técnicas tem a sua origem baseada na observação, dedicação e a experiência acumulada ao longo dos séculos. A interação entre o ser humano e seu estado de saúde está associado as mudanças climáticas, as alterações do ambiente, as emoções e hábitos diários que interferem no equilíbrio do corpo e da mente.


Os antigos sábios formularam a teoria de harmonia do universo e postulavam o equilíbrio entre a natureza e o homem.
O princípio básico energético das terapias naturais é a exploração das energias vitais do corpo ( é a força que movimenta o ser vivo, que faz existir a vida) que circulam nos meridianos, chacras, nadis.

Mas o que são estes canais e pontos de energia?

Meridianos : são uma rede de minúsculos canais onde circulam a energia vital humana, divididos em 12 meridianos principais, 8 extras e várias ramificações menores conectando os órgãos vitais internos com todas as partes internas e externas. Os meridianos afloram na superfície da pele que assim possui milhares de pontos de acupuntura: locais que concentram mais energias e onde podemos modificar o estado energético do meridiano ou do órgão em questão. Se enquadram neste contexto a Acupuntura, Shiatsu, Moxabustão, Ventosaterapia.

Chacras e nadis: A palavra Chakra vem do sâncrito e significa roda. Os Chakras são os centros energéticos responsáveis pelo fluxo de energia no corpo.
Eles são responsáveis pelas inúmeras funções complexas do corpo humano. É através dos deles que perdemos energia quando estamos em sofrimento físico ou emocional, pois cada chakras é um ponto coletor de uma determinada área de conflito e desenvolvimento.

E o que é Terapias Holísticas?

Do grego holos = todo, total. É a terapia que, em vez de tratar apenas os sintomas físicos, trata o ser humano como um todo: o físico, o energético, as emoções, a mente (os pensamentos, crenças) e a parte espiritual, pois entende que cada um desses níveis afeta o outro. É o mesmo que terapia alternativa.