Health Center Wu Xing

Patricia Mello

Campo Grande / Barra da Tijuca / Recreio

(021) 98724 6284 (Oi) e WhatsApp
(021) 98242 0067 (Tim)

patricia.melloc@gmail.com

As Emoções

As Emoções

 Preocupação, raiva, alegria,  pensamento obsessivo, medo (ansiedade), choque, pavor. Cada emoção atinge um orgão do corpo, quando em falta ou excesso, as emoções provocam doenças que chamamos de psicossomáticas.

 

Raiva

Muitos de nós levamos anos para planejar algo ou almejamos uma promoção no trabalho e de repente as coisas nãoe saem da forma que queremos. Daí sentimos raiva, mas como precisamos trabalhar reprimimos a raiva origem a frustração. A raiva está associada ao figado e causa o aumento de Qi que se manifesta através de olhos vermelhos e rosto vermelho. Num primeiro momento esse padrão pode coincidir com o aumento do fogo do fígado que se manifesta com dores de cabeça fortes e até mesmo desmaios.

Durante reuniões de negócios ou em família podemos ter discussões que alteram o Qi do fígado e atacam o baço e provocam diarréia ou indigestão.

Quando nos vemos diante de uma situação que não temos como resolver, após um longo tempo de frustração o Qi do fígado pode estagnar e levar a pessoa a depressão.

 

 Alegria
A alegria está relacionada ao coração e os estímulos constantes aos quais somos expostos no nosso cotidiano. A função do coração é de alojar a mente. Quando estamos muito euforicos tomamos decisões precipitadas, temos sensação de  palpitação, insônia e agitação.

Todos queremos estar alegres, porém a alegria é momentânea e ficamos sempre almejando aquela felicidade constante. Por isso buscamos fora em  festas, bebidas, tomando drogas que tem a função de aumentar a serotonina no organismo para manter o entusiamo.  Porém, estímulos constantes e excessivos desequilíbram o coração.


Preocupação

Quando nos preocupamos, na verdade estamos nos ocupando de algo que possa até não vir a acontecer. Então constantemente pensando e se preocupando podemos esgotar a energia do baço e nos levar a fadiga, provocando disturbios gastrointestinais , além de dores musculares devido a má nutrição dos tecidos.

 

Pensamento obsessivo

Pensar excessivamente ou obsessivamente sobre um assunto também pode esgotar o baço, o que causa a sua estagnação. Nesta situação a pessoa pode ficar sem apetite, haver lapsos de memória, distúbios gastrointestinas. Com o tempo, a pessoa pode desenvolver uma complexão pálida devido à deficiência de qi do baço. Eventualmente, isso pode afetar o coração, fazendo a pessoa sonhar com os mesmos assuntos à noite. Geralmente os estudantes são afetados por esse desequilíbrio. O tratamento padrão é usar ervas que tonifiquem o sangue do coração e o qi do baço.

Tristeza

A tristeza ou pesar afeta os pulmões, produzindo fatiga, falta de ar, choro ou depressão.

Medo

A emoção do medo está relacionada com os rins. Essa ligação pode ser prontamente percebida quando o medo extremo faz uma pessoa urinar incontrolavelmente. Nas crianças isso também se manifesta quando elas fazem xixi na cama, o que os psicólogos associaram com insegurança e ansiedade. A ansiedade prolongada devido às preocupações com o futuro pode esgotar o yin, yang e qi dos rins, o que pode eventualmente levar à fraqueza crônica. O tratamento envolve tonificar os rins com tônicos yin ou yang, dependendo dos sintomas particulares.


Choque


O choque é especialmente debilitante para os rins e o coração. A reação "lutar ou fugir" causa uma liberação excessiva de adrenalina  supra-renais, que se localizam sobre os rins. Isso faz o coração responder com palpitações, ansiedade e insônia. O estresse crônico oriundo do choque pode ser muito debilitante para o sistema inteiro, causando uma ampla gama de problemas. O choque severo pode ter um efeito duradouro sobre o shen do coração, como após sofrer um assalto ou passar por um pedriodo de desemprego. O tratamento envolve psicoterapia, ervas que acalmam o espírito e nutrem o coração e rins.